FCA Brasil
  • A A A

Enviar por email:

Fábrica da Fiat em Córdoba se moderniza e leva sua história para o futuro

Fábrica da Fiat em Córdoba se moderniza e leva sua história para o futuro

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Com investimentos de US$ 500 milhões, a histórica planta argentina chega aos melhores padrões internacionais

Após apenas 18 meses desde o anúncio dos investimentos de US$ 500 milhões, foi concluída a ampla modernização da fábrica da Fiat em Córdoba, Argentina. Os recursos foram investidos para atualizar a fábrica e colocá-la no mesmo patamar das mais modernas plantas automotivas do mundo. A transformação do Complexo Industrial de Córdoba foi necessária para que a fábrica atingisse os níveis de qualidade exigidos na produção do mais novo lançamento da Fiat: o Cronos, que vem com força para disputar o cobiçado mercado latino-americano de sedãs compactos. É a prova de que, de fato, o novo sedã marca um novo tempo para uma nova Fiat.

fabricacordoba_03

O investimento, anunciado em abril de 2016, foi destinado não apenas à modernização da planta em si, com a incorporação de novos equipamentos, tecnologias e processos, mas também ao desenvolvimento de talentos, à capacitação das pessoas em novas competências, ao desenvolvimento dos fornecedores, ao enraizamento de uma cultura industrial e de práticas sustentáveis nos pilares ambiental, social e econômico.

discurso-mauricio-macriO presidente da Argentina, Mauricio Macri, que visitou a fábrica na data do anúncio dos investimentos, voltou ao local para testemunhar o salto tecnológico das instalações e o início da produção do novo Fiat Cronos, que é produzido em Córdoba com exclusividade e será exportado para toda a América Latina e também outros mercados potenciais, tendo se tornado um importante elemento estratégico na expansão comercial da FCA na região. “Este carro maravilhoso vai ser um orgulho para todos, porque toda vez que alguém vir um Fiat Cronos em qualquer lugar do mundo, saberá que foi feito na Argentina”, disse Macri, durante o evento de inauguração. “E as melhorias que forem implementadas aqui também chegarão às fábricas da FCA em todo o mundo. Dou os parabéns à família FCA por este avanço e tenho certeza que nos encontraremos nesta mesma fábrica em alguns meses para anunciar algo novo e depois de mais alguns meses retornaremos para dizer que se tornou realidade. Avante FCA, avante Córdoba, avante Argentina!”, comemorou o presidente.

discurso-stefan-ketterO presidente da FCA para a América Latina, Stefan Ketter, falou da sua satisfação com o resultado dos investimentos e ressaltou que o Cronos está sendo produzido com alto índice de nacionalização dos componentes. “E estamos fazendo isso desde o início, graças ao fato de que os nossos fornecedores nos acompanharam e investiram outros 110 milhões de dólares, modernizando e construindo novas fábricas”, anunciou Ketter. “Nosso objetivo é continuar a ser um ponto de referência e um símbolo da industrialização argentina”, declarou. “O Fiat Cronos alcança os mais elevados índices de qualidade. É um modelo que marca a conclusão do grande ciclo de lançamentos que fizemos desde 2015 até agora. Renovamos completamente nossa gama de produtos, lançando o Fiat Toro, Mobi, Argo, Ducato e agora Cronos. Também lançamos os Jeep Renegade e Compass, além da família global de motores Firefly. Tudo isto foi possível porque a FCA é a empresa que mais investiu no Brasil nos últimos anos: foram mais de R$ 20 bilhões investidos entre 2012 e 2017, que modernizaram completamente nossas plantas e nossos produtos e capacitaram nossos talentos”, completou.

discurso-cristiano-rattazziCristiano Rattazzi, presidente da FCA na Argentina, comemorou a inauguração das novas instalações e a abertura de novas possibilidades lembrando da importância histórica da FCA na região: “A FCA é um grupo que tem sido protagonista do desenvolvimento industrial da Argentina, investindo capital, conhecimento e formação de profissionais”. De fato, a fábrica de Córdoba foi a primeira unidade industrial da Fiat fora da Europa e representa o forte vínculo da nação argentina com a marca italiana, que está presente no país há mais de 100 anos. “Agora temos o desafio de fazer operar o complexo como uma planta modelo, eficiente, altamente produtiva”, disse Rattazzi.
A fábrica de Córdoba é um marco na industrialização argentina. A Fiat já estava presente, em veículos importados, desde 1919, mas foi exatamente nas instalações de Córdoba, que ela iniciou suas atividades industriais, em 1954. Naquela época, a fábrica não produzia carros, mas sim caminhões, tratores, locomotivas, grandes motores, material ferroviário e outros produtos. Os automóveis (incluindo o icônico Fiat 600) eram produzidos noutro estabelecimento, em El Palomar, na província de Buenos Aires.

Em 1996 o Complexo Industrial de Córdoba recebeu sua primeira grande modernização e passou a produzir carros. Foram US$ 600 milhões investidos e, tal qual a reforma atual, aquela também levou apenas 18 meses para ser concluída e foi realizada para possibilitar a produção de um novo sedã: a primeira geração do Fiat Siena, à época. Desde então, o complexo passou por outras duas ondas de investimentos antes desta última: em 2007 a fábrica foi atualizada para a produção da quarta geração do Siena, além de Palio e Uno, e teve a capacidade produtiva elevada para as atuais 220 mil unidades por ano; e em 2012 foi preparada para fabricar o novo Palio. Agora, com a produção do Cronos, a história do Complexo Industrial de Córdoba inicia um novo e importante capítulo, inserida na indústria 4.0.

fabricacordoba_02

O Complexo de Córdoba ocupa uma área de 820 mil metros quadrados, incluindo uma unidade de produção de transmissões. Com esta modernização para a produção do Cronos, a fábrica recebeu 195 novos robôs na Unidade de Funilaria, seis robôs em três níveis na Unidade de Pintura, linhas aéreas de transporte/movimentação e bancadas de teste de última geração na Unidade de Montagem, incorporação de sistemas automáticos de aplicação de adesivo, nova linha de montagem, expansão e modernização da Sala Metrológica, com incorporação de novos equipamentos de medição, nova linha preparada para montagem e teste da nova caixa de câmbio automática, investimentos em ferramentais e matrizes de última geração para produção de peças e componentes em fornecedores locais, além da instalação de quatro novas áreas: Process Center (um centro de treinamento de operadores que inclui um simulador de operações de montagem de última geração), Communication Center espaço de integração para colaboradores ligados ao processo produtivo para rápidas decisões e melhor organização), Component Center (que integra a FCA e sua cadeia de suprimentos) e Vehicle Center (espaço para revisão final e garantia dos mais altos padrões de qualidade).

funcionarios

São muitas melhorias nas instalações, mas, como você viu acima, os investimentos não se limitaram a isso. Apenas em capacitação de pessoal, foram 160 mil horas de treinamento para mais de mil colaboradores de diversas áreas, além da definição de novas funções e estratégias de trabalho, com valorização da liderança e foco na melhoria contínua. Tudo em decorrência da convicção da FCA de que são as pessoas que fazem a diferença na empresa. Confira abaixo o vídeo especialmente produzido para celebrar a modernização da fábrica:

Entre 2012 e 2017, a FCA foi a empresa que mais investiu na América Latina. Cerca de US$ 7,5 bilhões foram aplicados na região e resultaram na implantação do Polo Automotivo Jeep (PE), inaugurado em abril de 2015, na modernização dos complexos industriais da Fiat em Betim (MG) e agora em Córdoba e na inauguração da mais moderna planta de motores do grupo FCA no mundo, para a produção da nova família global de motores Firefly. Os novos carros lançados em consequência desses processos de modernização são os Jeep Renegade e Compass e os Fiat Mobi, Toro, Argo e agora o sedã Cronos.

fabricacordoba_05

 

Compartilhar

Comentários

Posts mais lidos