FCA Brasil
  • A A A

Enviar por email:

“Foi paixão à primeira vista”

“Foi paixão à primeira vista”

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Primeiro comprador do Argo é de Porto Alegre e explica seu caso de amor com o novo hatch da Fiat

Quais são os fatores que definem a compra de um carro? Indicações dos amigos, avaliações em publicações especializadas, análises de mercado? Tudo isso, é claro, tem sua relevância.  Mas, no caso do gaúcho Gerson Mendes Rocha, 41 anos, primeiro comprador do Fiat Argo, a escolha teve um fundo muito mais simples e poderoso: “Foi paixão à primeira vista”, ele diz. “Logo que vi o carro, não tive dúvidas de que seria dono de um!”

É claro que toda paixão tem sua razão. Rocha, que é comunicador visual, já vinha paquerando o modelo pelas fotos e informações divulgadas na imprensa. Assim, poucas horas depois do lançamento, no dia 31 de maio, ele já estava decidido. Bastou o cadastro no site do Argo (http://argo.fiat.com.br) e o contato do vendedor da concessionária para fechar a compra do Argo Drive 1.0.

Com tanto amor no coração, Rocha foi criterioso em sua escolha. Filho de mecânico, ele aprendeu com o pai a analisar minuciosamente cada veículo que adquire e a reconhecer uma boa oportunidade. “Não perco as boas chances. Se o carro é bom, eu compro”.

Além do apurado design de inspiração italiana, o hatch compacto por fora e espaçoso por dentro cativou o comunicador visual por oferecer conforto e desempenho. A eficiência vem da nova família de motores Firefly 1.0 e 1.3, aliada ao sistema Star&Stop de série. O Argo também se destaca, entre outros atributos, pela tecnologia e equipamentos inéditos no segmento, além da segurança e dirigibilidade por meio dos controles de estabilidade (ESC) e de tração (TC), e do dispositivo Hill-Holder, que auxilia as partidas em declives e aclives.

fiat_argo_drive_1-0_007

Carro é equipado com a nova família de motores Firefly 1.0 e 1.3

A compra do Argo, contudo, não  foi o começo do relacionamento de Rocha com a Fiat. Na verdade, o modelo será o décimo segundo carro da marca. Esse “poliamor” automotivo teve início em 1994, a partir da compra de um Uno Mille Eletronic. Depois, vários outros modelos conquistaram o coração de Rocha, entre eles o Palio Fire, o Fiat Strada, o Grand Siena, o Palio Attractive e, por último, o Uno já equipado com os novos motores Firefly.

“De maneira geral, o carro Fiat tem ótima qualidade e baixo custo de manutenção. Por isso, só tenho carro Fiat”, avalia.

O encontro do primeiro comprador do Fiat Argo com seu desejado automóvel deve acontecer em breve. Isso porque carro já saiu do Polo Automotivo Fiat, em Betim (MG), distante mais de 1,7 mil quilômetros de Porto Alegre, onde seu dono o aguarda ansiosamente. Os planos para os primeiros passeios já estão traçados. Rocha quer sentir a experiência de dirigir o Argo na estrada. E, seguindo no clima apaixonado, o roteiro não poderia ser mais inspirador. É que ele decidiu estrear o veículo levando a esposa para um passeio pela Serra Catarinense.

Compartilhar

Comentários

Posts mais lidos