FCA Brasil
  • A A A

Enviar por email:

Inovação reconhecida

Inovação reconhecida

terça-feira, 17 de julho de 2018

FCA é a fabricante de veículos de passeio e comerciais leves mais inovadora do Brasil, de acordo com ranking publicado pelo jornal Valor Econômico, em parceria com a Strategy&

Existem várias possibilidades de se inovar: novos produtos, processos, mercados e modelos de negócios. Visão de futuro é premissa para a inovação e, nesse contexto, a FCA tem investido em estratégias que reúnem elementos da economia digital e da Indústria 4.0. São movimentos que já trazem resultados e reconhecimentos, como o destaque no ranking Valor Inovação Brasil, publicado pelo jornal Valor Econômico em parceria com a Strategy&, consultoria da PwC, e que apontou as 150 companhias mais inovadoras do Brasil de 2018.

A FCA ficou entre as três empresas mais inovadores na categoria “Automotivo e Veículos de Grande Porte”, conquistando a primeira posição no segmento de veículos de passeio e comerciais leves. No ranking geral, a empresa saltou da 124ª posição, em 2017, para a 27ª neste ano.

capa anuárioDe acordo com o diretor de Portfólio, Pesquisa e Inteligência Competitiva da FCA para a América Latina, Breno Kamei, a criatividade e o perfeito entendimento e sintonia com as aspirações do consumidor são ferramentas poderosas para inovar. “O consumidor, mais bem informado e conectado, está mudando rapidamente. Para expandir fronteiras, identificando oportunidades de mudança para o futuro, devemos sempre conectar os desafios estratégicos da companhia às novas tendências tecnológicas, comportamentais e sociais”, completa Kamei.

Os investimentos contínuos da FCA em conectividade e a busca pelo “foco do foco do cliente”, apostando cada vez mais no desenvolvimento de soluções digitais, foram peças fundamentais para o bom desempenho no anuário. Em 2017, a Fiat lançou seu primeiro aplicativo para clientes. Os proprietários dos modelos Fiat Argo, Toro e Cronos têm, na palma da mão, acesso a serviços como assistência 24 horas, call center através de um chat e pré-agendamento de serviços e revisões. O desenvolvimento e evolução do app vem permitindo à FCA acumular importantes aprendizados, incluindo soluções de Inteligência Artificial, para entregar a melhor experiência para o cliente.

Na inovação de processos, o destaque é o recém-criado Manufacturing 2020, um laboratório criado no conceito “testbeds” (provas de conceito) no Polo Automotivo de Betim (MG). Com o objetivo de apontar as tendências mais relevantes do futuro da Indústria 4.0, são colocadas em prática soluções de robótica, simulação virtual, Internet das Coisas (IoT), Manufatura Aditiva, Realidade Aumentada, entre outras. Em 2018, são 49 provas de conceito em andamento. Serão somados mais 35, para atingir a meta de 84 projetos para o ano. O espaço atua em três frentes: “Experimentação” são as provas de conceitos; “Treinamentos” para desenvolvimento do capital humano; e “Parcerias” que possibilitam conexões com fornecedores, universidades, startups e poder público.

Assim como o Manufacturing 2020, o SIMCenter também foi idealizado no contexto da inovação aberta. Em parceria com a PUC Minas, é o primeiro Centro de Simulação de Dinâmica Veicular da América. O espaço oferece o que há de mais avançado na tecnologia mundial de simulação. Além de experiência de direção em imersão total do motorista, tem como objetivo gerar inovações e pesquisas com foco na segurança de veículos, pessoas e sistemas viários. O sistema, primeiro do gênero da FCA no mundo, é formado por uma plataforma que realiza todos os movimentos de um veículo real através de nove atuadores; um cockpit equipado com sistema de áudio que reproduz os sons do motor e as reações dos pneus com o piso; e uma tela curva com ângulo de visão de 230°.

fasdfasdfa

Para Breno Kamei, da FCA, as ferramentas para inovação são criatividade, perfeito entendimento e sintonia com as aspirações do consumidor. Nas imagens acima, o SIMCenter na PUC Minas e a capa do anuário Inovação Brasil, publicado pelo Valor Econômico

No ranking Inovação Brasil são avaliados grupos de empresas de diferentes setores de acordo com seus investimentos em inovação, melhores práticas, novos produtos e soluções, estratégias entre outros indicadores. O anuário, realizada com o apoio da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), avalia investimentos realizados prioritariamente no Brasil – recorte que permite equiparar os parâmetros das companhias nacionais e multinacionais. A avaliação das empresas se baseia em cinco grandes critérios: Intenção (estratégia e visão + cultura e valores), Esforço (recursos, processos e estruturas), Resultados (resultados gerais + resultados específicos), Avaliação do mercado (citações) e INPI (patentes).

Compartilhar

Comentários

Posts mais lidos