FCA Brasil
  • A A A

Enviar por email:

Prontos para o Mobi?

Prontos para o Mobi?

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Robôs, novos processos, consciências ambiental e de negócios: saiba como o Mobi chega iniciando uma revolução.

Quando as concessionárias Fiat receberem os primeiros exemplares do Mobi para test drive, algo muito importante estará disparando na rua. E não apenas do ponto de vista do carro em si e sua versatilidade, sua conectividade e sua adequação perfeita aos centros urbanos brasileiros. Mas para a própria Fiat – na verdade, para a FCA –, o Mobi representa um passo de contemporaneidade, incorporação de novas tecnologias, concretização de investimentos e apostas na qualidade e no desenvolvimento de tecnologia e capacitação. Às portas de completar 40 anos de Brasil, a Fiat encontra no Mobi a exata agilidade com que arranca para o futuro, por dentro e por fora.

O processo de modernização pelo qual a fábrica em Betim, Minas Gerais, tem passado nos últimos anos já é notícia em toda a mídia especializada. O fato de que toda a ampliação em espaço físico e tecnológico não tenha interrompido a produção dos 16 modelos em quatro linhas de montagem era prodigioso. Mas o Mobi vem para revelar mais a esse respeito.

O número de robôs na linha de produção pulou de 238 em 2013 para quase mil em 2016. Um novo prédio para pintura, com quatro andares e 88 mil m² de equipamentos de ponta, está sendo erguido, com início de operação previsto ainda para 2016. Em paralelo, tanto a capacitação de profissionais quanto a gestão ambiental tomaram um vulto inédito no processo – como o caso do programa “Aterro Zero”, em que 100% dos resíduos passaram a ser encaminhados para reciclagem e reutilização, ou o programa de reúso de água que atingiu o índice de 99,4% de circulação na planta.

E o Mobi, que chega ao mercado quebrando diversos paradigmas em sua categoria, é a concretização de uma visão de investimento, ousadia, cuidado, qualidade e consumo consciente que ainda resultará em diversas novidades vindas da FCA pelos próximos anos.

Na montagem, por exemplo, uma linha inteira foi dedicada ao carro. Isso implicou em controle de qualidade, treinamento, logística e ergonomia específicos, bem como novos processos criados para atender as particularidades do carro (como sua tampa traseira de vidro). Na Funilaria, a montagem da carroceria tornou-se totalmente automática, do pavimento até o teto, passando pelas laterais e partes móveis. Foram 240 novos robôs implantados na área e os resultados nos detalhes são visíveis para o mais desatento dos motoristas.

O Mobi é um carro brasileiro, desenvolvido no Design Center da FCA em Betim, com apoio do Centro Stile da Itália, com um alto índice de localização (89%). É fruto da visão da empresa, de reforçar a cadeia produtiva automotiva e incentivar a industrialização do Brasil.

Na verdade, toda a estratégia da FCA na América Latina – a de estar presente em todos os segmentos do mercado – é sinalizada no lançamento do Mobi. Um carro urbano, funcional, essencial para o dia a dia, leve em diversos sentidos. Fácil de manobrar e estacionar, com bom desempenho, consumo e estabilidade. De fato, quando você se sentar ao volante de um Mobi, estará manobrando muito mais do que isso: estará engatando o futuro do que entendemos por carros e nossa complexa relação com eles.

Compartilhar

Comentários

Posts mais lidos