Uma cidade despertando do tédio - FCA Latam
FCA Brasil
  • A A A

Enviar por email:

Uma cidade despertando do tédio

Uma cidade despertando do tédio

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Campanha “Atreva-se”, do Fiat Cronos, é um convite para fugir da monotonia. Saiba como ela foi produzida

Os filmes “Cuco”, que marcaram o lançamento da campanha do Fiat Cronos, você já deve ter visto – e provavelmente se apaixonado pelo cenário, pela direção de arte e pela trilha. E deve estar se perguntando como tudo foi feito, certo? Pois você veio ao lugar certo.

Atreva-se foi o conceito por trás de toda a campanha do Fiat Cronos. Sofisticado, tecnológico, com design esportivo, o carro chegou trazendo um “novo tempo” para os sedãs no mercado brasileiro e para a Fiat na América Latina. Para esse lançamento, que convida o consumidor a se atrever e a romper padrões, a Fiat pela primeira vez apresentou o carro durante o BBB18. O filme “Cuco”, criado pela agência Leo Burnett Tailor Made, foi gravado no Uruguai e marcou a estreia da campanha na TV no Brasil e América Latina.

frame_cuco3

“A Fiat vive um momento muito importante de renovação, que começou com a chegada do Mobi, evoluiu com Toro e Argo, e se consolida agora, com a chegada do Cronos”, declara o diretor de Comunicação, Marketing e Sustentabilidade da FCA para a América Latina, João Batista Ciaco. “O mote dessa campanha é um convite à ousadia, que a Fiat faz aos seus consumidores e a si mesma quando se atreveu a produzir a 1ª Corrida de Unos Mille com Escada, criada para revelar o nome do carro. Durante mais de seis meses, mantivemos a conversa ativa em torno do carro. E agora chega uma campanha que amarra todos esses elementos e apresenta o carro a esse consumidor que está esse tempo todo conosco, conversando e interagindo”, explica.

Produzido pela Saigon Filmes, “Cuco” apresenta uma cidade onde tudo é previsível e repetitivo, nem sempre eficaz. Isso até surgir o Fiat Cronos e quebrar com aquela rotina. Quando o carro aparece, causa uma ruptura no padrão com que as pessoas estavam acostumadas e mostra a elas que é possível atrever-se a sair dos trilhos. “O filme fala mais sobre pessoas, sobre como é possível mudar coisas preestabelecidas”, explica Tomas Correa, diretor de Criação da Leo Burnett Tailor Made.

Marcelo Altschuler, produtor executivo da Saigon, conta que as etapas de produção foram intensas: “Na pré-produção, tivemos coreógrafos que treinaram o elenco para que parecerem ‘cucos’. A produção em si foi muito grande, com equipe e vários metros de trilhos por toda a cidade cenográfica. Todas as traquitanas deveriam funcionar perfeitamente e com segurança para as pessoas que estavam nelas. A pós-produção foi mais trabalhosa por conta da quantidade de elementos 3D. Tivemos que apagar os trilhos filmados de todos os equipamentos e substituir pelo 3D, fazer a composição de toda a cidade com relógios e muitas, muitas limpezas para a cidade ficar perfeita e tinindo como um relógio pontual. Apenas para a pós-produção, foram 18 dias intensos, com 17 pessoas dedicadas integralmente à finalização do filme.”

frame_cuco

Altschuler conta os detalhes da pesquisa que foi realizada previamente dos diversos relógios que compõem o cenário. “Os relógios aplicados nas casas, torres, prédios e praça são trabalhados em 3D. Cada um teve que ser estudado, aplicado e integrado em cada casa, sem repetição e no horário das 8h (horário que a cidade Cuco desperta)”, conta. Ao longo do filme, aparecem 19 relógios. “Todos possuem formatos diferentes, número com cores, fundo e texturas diferentes entre eles”, diz.

Agora, uma curiosidade: foram utilizados cerca de 120 a 150 metros de trilhos. “Levamos um mês e meio fazendo os trilhos e motores”, diverte-se Marcelo. Todos os trilhos captados foram limpos, substituídos em pós-produção pelos trilhos 3D e integrados cena a cena. As plataformas também foram limpas e editadas para aplicação do pistão em 3D que as une aos trilhos, além de receberem a bela textura de aço desgastado.

frame_cuco6

O elenco do filme contou com 29 atores e mais 35 figurantes. E a equipe técnica somou 90 pessoas. Acompanhe nas redes sociais da FCA.

 

Compartilhar

Comentários

Posts mais lidos